Antes de morrer Alejandra grava depoimento emocionante que ...

Em "Amor à Vida", antes de morrer, Alejandra inocenta Paloma; veja como será




Em "Amor à Vida", após o sequestro de Paulinha (Klara Castanho), Alejandra (Maria Maya) e Ninho (Juliano Cazarré) voltam ao Brasil, mas ao desembarcarem a traficante tem uma crise de overdose e morre. As cenas devem ir ao ar nos dias 13 e 14 de setembro.

Antes de morrer, Alejandra grava um vídeo inocentando Paloma (Paolla Oliveira) da acusação de tráfico internacional, mas não revela que Félix (Mateus Solano) estava por trás de sua armação.

Obcecada por dinheiro, Alejandra viaja do Peru ao Brasil com drogas na barriga, mas um dos pacotes explode e a cocaína se espalha em seu organismo.

Veja como será a cena:

Alejandra - Eu preciso ir pro hospital! Eu estou morrendo, Ninho, morrendo.
Lutero — O que aconteceu?
Ninho — Eu não sei. De repente ela começou a tremer, sentir muita dor. Quer dizer, pode ser...
Alejandra — A mercadoria, a droga, eu trouxe em saquinhos. Engoli tudo. Um dos saquinhos deve ter arrebentado.
Ninho — Alejandra! Você fez essa loucura?!
Lutero — O organismo dela não vai suportar a quantidade de droga que está sendo absorvida. Levem a paciente, rápido!
Alejandra — Doutor, este é o hospital da Paloma, não é?
Lutero — É, sim.
Alejandra — A Paloma tá presa?
Lutero — Não, mas ela está respondendo a um processo por tráfico internacional.
Alejandra — Chama a Paloma, e um advogado. Eu quero gravar um depoimento.

Tremendo e convulsionando, Alejandra diz que não quer morrer sem antes inocentar Paloma. A vilã grava um vídeo assumindo ter armado uma emboscada para amiga e pede perdão para médica na frente de César (Antônio Fagundes), Bruno (Malvino Salvador), Lutero (Ary Fontoura), Paloma e dos advogados Rafael (Rainer Cadete) e Patrícia (Maria Casadevall).

Alejandra — Eu era muito amiga da Paloma Khoury. Mas a gente teve uma briga feia, numa viagem recente pro Peru. Pra me vingar, eu botei um pacote com drogas na bolsa dela.
Alejandra —Eu fiz isso porque tinha muita raiva da Paloma. Eu tinha raiva dela porque o Ninho... o homem que eu amo... sempre amou a Paloma.
Rafael — Quando você colocou a droga na bolsa da Paloma?
Alejandra — No aeroporto, em Cuzco, quando ela estava embarcando pro Brasil. Eu apareci lá com o Ninho. Não foi uma despedida muito amigável, eu aproveitei a oportunidade pra por a droga na bolsa dela, sem ninguém ver.
Rafael — Então a doutora Paloma Khoury não percebeu quando você colocou a droga na bolsa dela?
Alejandra — Não. Logo em seguida eu  fiz um telefonema internacional e denunciei a Paloma, pra ela ser presa quando chegasse no Brasil. Mas ela é inocente.
Paloma — Alejandra, eu te agradeço muito.
Alejandra — Até um dia. Quem sabe onde, Paloma? Quem sabe o que espera a gente além das estrelas?

Rafael ainda pergunta para Alejandra se alguém sabia do seu plano, a vilã afirma que sim, mas não revela o nome. "O Ninho não é traficante, ele não sabia de nada. Mas teve uma pessoa que me induziu... No tráfico, a gente aprende a ficar de boca fechada. Eu dei a minha palavra, não vou contar.